Ronaldo!

“A minha alma” – O Rappa. Estou postando essa música, alvo de preconceito por parte de alguns, graças à quantidade de drogas que os autores supostamente consomem apenas para poder retirar dela os seguintes versos. “As grades do condomínio são para trazer proteção/Mas também trazem a dúvida se é você que está nessa prisão” Esses traduzem perfeitamente o assunto a ser discutido aqui hoje. Afinal ao nos trancarmos em casa nos protegemos ou nos isolamos.

            De fato a primeira vez que pensei nisso foi analisando essa mesma musica, as o assunto logo se dissolveu em minha mente e eu esqueci. Segunda feira agora meu professor de filosofia tocou no assunto e lembrei-me da música, dessa vez eu me deti um pouco mais nele e com uma simples olhada em volta percebi grades, trancas, portas, portões e cadeados me rodeando como sentinelas ou como carcereiros, percebi também barreiras menos físicas o medo, a violência as leis e restrições, tudo nos mantém longe do espaço aberto do mundo.

            Ao mesmo tempo pensei no que aquilo tudo mantinha do lado de fora e só encontrei pessoas. Animais peçonhentos e predadores não participam de nossas realidades e nenhuma porta tem função de detê-los. Os cadeados servem para separar as pessoas das pessoas, os ricos dos pobres, os médios dos pobres, os pobres dos pobres, a sociedade coloca portões e os fecha a cadeado e quem é mantido de fora da festa são os mesmos de sempre, a base da pirâmide.

            Mudando outra vez o foco vi pessoas comuns, simplesmente incapazes de ver o cadeado de casa como uma solidificação do abismo social ou de imaginar que o assaltante é só mais um fruto da injustiça social. Esses são, para mim, os novos coitados, os que em cerca de poucos anos se tornaram a nova base da pirâmide e que hoje sem nem saber já começam a se tornar. Muito entretidos com o campeonato brasileiro ou com outra futilidade qualquer não vêem que trabalham 8 ou 12 horas a troco de nada, que seu salário mingua com a taxa de juros e que o “RONALDO!” ta roubando a vida dele e selando o destino dos seus filhos. Em outras palavras a classe média esta mais e mais alienada e a classe E (de excluída) cada vez mais consciente de si própria e se organizando.

            Se você nunca assistiu “Quanto vale ou é por Kilo” devia assistir o filme trata bem de assuntos como este e relata as mudanças na nossa sociedade. Nele há uma cena muito interessante onde se compara um bando de seqüestradores a empresários, mostrando que o crime do Brasil novo não é mais organizado, é corporativista e obedece a uma lógica que deixaria Roberto Justos com inveja. Isso se prova com assaltos a banco onde 24 pessoas roubam 5 caixas eletrônicos em 5 minutos, como o ocorrido á poucos dias atrás. Isso é a classe E dando o seu jeito de viver e escapar da exploração.

            Ao mesmo tempo a número de campeonatos de futebol televisionados aumenta cada ano sem nunca perderem audiência e é essa audiência que vai tomar o lugar da classe E, que vai se tornar a classe C(de criminosa) ou R(de rebelde), na base da pirâmide. A ordem social vai ficar cada vez mais caótica e você vai precisar de mais cadeados, cercas, muros, alarmes, câmaras e sensores para poder viver a sua vida pacata e inútil.

            Concluindo. A classe e diz “A minha alma ta apontada para a cara do sossego”, a classe A está muito acima para escutar por enquanto e a classe média diz “RONALDO!”.

~ por akirathelonewolf em 21 de Junho de 2009.

Uma resposta to “Ronaldo!”

  1. Muito interessante.
    Também me fez lembrar de uma coisa que o meu professor de português falou.
    Não tem aver com os crimes, mas com as pessoas, estão cada vez mais frias, umas com as outras.
    Antigamente, era normal dizer “olá” para cada um, mas hoje já não é tão normal assim, porque as pessoas que não conhecemos, são consideradas como “estranhos”, e algo que faz com que as pessoas fiquem mais frias também é o pensamento de cada um. A maioria, não é relaxada. Faz as coisas já pensando no que vai fazer depois da ação que está fazendo.
    Foi isso que ele falou também.
    Dinheiro, infelizmente é tudo.
    Até mesmo para um casal, o dinheiro é tão importanto quanto o amor
    Porque em um relacionamento maravilhoso.
    Quando o dinheiro sai por uma porta, o amor é capaz de sair pela outra
    E quando o dinheiro vira o topo e base ao mesmo tempo, o amor sai pela porta.
    Como seria um mundo onde todos agem feito vultos negros?
    Todos andando de cabeça abaixada, um proximo do outro.
    Um mundo tão frio que alguém sendo assassinado no meio da multidão, todos pisariam em cima e continuariam vivendo suas vidas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: